10 erros comuns e fáceis de evitar em processos seletivos!

Como em quase toda entrevista, li no artigo abaixo uma frase que não foi o que falei, e vou aproveitar para “corrigir” aqui.
De qualquer forma, gostei muito do texto produzido pela equipe do Terra e reproduzo abaixo para vocês.
Espero que curtam!
“Quem nunca teve um comportamento equivocado, uma fala indevida, ou disse mais do que devia em uma entrevista de emprego que atire a primeira pedra. Apesar de comuns, as gafes não são facilmente perdoadas pelos recrutadores. Para evitar problemas na hora da seleção – e impedir que a vaga dos sonhos caia nas mão de outro candidato – a consultora de carreiras Fernanda Thees, sócia da empresa Loite, citou o que não deve ser feito por quem quer a vaga dos sonhos. Confira:
1 – Não deixe de olhar no olho do entrevistador:Além de causar uma impressão ruim por gerar dúvidas sobre a capacidade de interação do candidato, o olhar desviado também pode impedir que o empregador ouça com clareza o que o candidato tem a dizer.
2- Não dê respostas muito breves:
Ser sucinto demais faz com que o recrutador fique com preguiça de pedir maiores explicações de situações vividas em empresas anteriores.*Foi neste ponto dois que fui mal interpretada… Um bom entrevistador não tem preguiça de perguntar, mas pode se cansar  e questionar o bom entendimento do candidato depois de pedir mais de 10 vezes para a pessoa “explicar melhor”, “elaborar um pouco mais” , “dar mais detalhes”. Um candidato que não ouve ou não entende o que é pedido inúmeras vezes está se colocando numa posição ruim.
3- Não fale demais:
Ninguém precisa ser muito breve – mas a hora da entrevista não é ideal para você contar a história da sua vida. Faça uma apresentação completa – com início, meio e fim – mas não exagere na medida. Antes visto como uma característica de liderança, hoje a atitude é considerada uma forma ruim de mostrar dominância.
4- Não chegue atrasado:
Pontualidade britânica é essencial em um processo seletivo. Se for chegar atrasado, avise e tenha um motivo justo. “É interessante chegar antes e observar o ambiente da empresa, analisar e entender um pouco melhor sobre aquele local de trabalho”, diz Fernanda.
5- Controle as manias:
Deixe as manias, tiques e outras características estranhas em casa. Elas só vão fazer com que o recrutador se distraia e não lembre exatamente de tudo o que o candidato falar.
6- Use o português correto, evite gírias e siglas:
Respeito à língua materna é fundamental em uma entrevista de emprego. Por ser um ambiente formal, o uso de gírias também não é bem visto. As siglas, em geral utilizadas por categorias profissionais especificas, também não costumam fazer parte do linguajar dos recrutadores e devem ser evitadas.
7- Não fale mal da antiga empresa:
Não é considerado ético falar mal de um empregador anterior. Ainda que o que você tenha para dizer seja verdadeiro, o momento da entrevista não é o mais apropriado para despejar sua insatisfação com a outra empresa.
8- Fale alguma coisa:
Mesmo quem é tímido deve fazer um esforço para falar e se mostrar durante uma dinâmica de grupo. Pessoas que não conseguem verbalizar a opinião não são bem vistas no ambiente corporativo.
9- Não crie um personagem:
Seja autêntico. Não tente apresentar um personagem – alguém que você não é. “Contar histórias que não são verdadeiras e dificilmente vão se sustentar após uma entrevista vão pesar contra o candidato”, diz Fernanda.
10- Falar de salário na hora errada:
Durante as entrevistas, tente não levantar o assunto “salário” a menos que seja perguntado. Se a empresa fizer uma proposta, o candidato analisa a questão e verifica se vale a pena aceitar.”

Deixe uma resposta