Novas normas contábeis chamam a atenção de profissionais

novas_normas_fbA contabilidade no Brasil mudou, é o que se tem comentado nos últimos dois anos no âmbito da profissão, das empresas, das universidades, da mídia e da sociedade em geral. De fato, isso em parte é verdade. A contabilidade entendida como sistema de informação das organizações empresariais, controle do patrimônio e avaliação dos desempenhos, não mudou. O que mudaram foram as práticas contábeis.

Com a Lei 11.638/2007, o Brasil passou a adotar as Normas Internacionais de Contabilidade, mais comumente conhecidas por IFRS. Essa nova lei introduziu importantes conceitos do direito societário, alinhando a normatização brasileira às legislações dos Estados Unidos e de países da Europa.

Consequentemente, estas inovações trouxeram impactos relevantes para a profissão contábil, visto que o contador passa a exercer muito mais sua capacidade de julgamento do que antes. Pode-se afirmar que as mudanças introduzidas buscam aprimorar a qualidade da informação contábil, a compreensibilidade, a relevância, a confiabilidade e a comparabilidade das informações divulgadas.

Junto com essas mudanças, surgiu também um grande interesse por especializações que pudessem agregar conhecimentos essenciais para a atuação na área. A procura por cursos especializados, voltados ao gerenciamento de pessoas e contabilidade, para a elaboração e análise de demonstrações financeiras cresceu relativamente.

Para que uma empresa tenha um desempenho financeiro sólido, o conhecimento profundo das IFRS e das novas normas contábeis é de suma importância para os atuantes da área contábil. Porém, um dos principais desafios é entender e aplicar as mesmas.

Com a publicação da obrigatoriedade da implementação da norma IFRS 9 (2014) da International Financial Reporting Standards para companhias abertas em 2018, muitas empresas terão de recolher e analisar dados adicionais e implementar mudanças nos sistemas.

Para suprir essas demandas, a Trevisan desenvolveu a Especialização em IFRS, disponível nas unidades de São Paulo e Rio de Janeiro, com o propósito de preparar os profissionais nos procedimentos contábeis.

O curioso é que este tipo de pós-graduação vem atraindo não apenas contadores, auditores e especialistas em finanças, mas também um número crescente de técnicos de outras áreas – sobretudo economistas e advogados.

Se você possui interesse em aprimorar ou iniciar estudos sobre os novos procedimentos contábeis, sem deixar de lado aspectos de gestão empresarial, conheça o curso da Trevisan e garanta seu futuro.

Deixe uma resposta