Arquivo da tag: Administração

Governança Corporativa: A Evolução dos Segmentos de Listagem

Em 2016 iniciou-se o processo de evolução dos segmentos especiais de listagem em que investidores, companhias e demais agentes do mercado poderão participar. Além das opiniões, após o foco dado ao Programa Destaque em Governança de Estatais, a BM&FBOVESPA concentra esforços em identificar as melhores práticas adotadas pelas companhias ao redor do mundo. A partir desse compilado de opiniões e estudos é que serão propostas as mudanças.

Até o mês de maio foi realizada a consulta pública e, por meio de um questionário, foi possível avaliar e propor melhorias em relação às boas práticas de governança corporativa. Haviam 38 questões sobre os mais diversos assuntos, como free float, conselho de administração, órgãos de fiscalização e controle, critérios de transparência etc. Também foi possível opinar sobre outros temas, regras e propor sugestões.

A audiência pública está acontecendo desde o dia 27 de junho e ocorrerá até 9 de setembro de 2016, a partir das opiniões coletadas na primeira etapa. A última fase, audiência restrita, tem previsão para acontecer entre 7 de novembro de 2016 e 6 de fevereiro de 2017, com participação das companhias listadas. Neste caso, as alterações somente terão efeito se aprovadas em deliberação, não havendo manifestação em contrário de um terço das empresas. Os segmentos de listagem que estão passando por melhoria são o Novo Mercado, Nível 2 e Nível 1.

O Novo Mercado, principal segmento de listagem com os mais elevados padrões de governança, foi criado em 2000, com a perspectiva de redução da percepção de risco por parte dos investidores. O alinhamento com padrões internacionais poderia se refletir na valorização e liquidez das ações.

Já houveram dois processos de melhorias como o atual. Nos anos de 2006 e 2010 houve ampla participação, o que deve ocorrer também neste ano. O interesse do mercado em melhorar as regras pode ajudar a explicar por que a regulação e a autorregulação do mercado brasileiro são exemplos ao redor do mundo.

No entanto, destaco especialmente o interesse pela discussão da exigência de um comitê de auditoria estatutário. De fato, não há na Lei das S/As e nem nos regulamentos de listagem a obrigatoriedade de um órgão de fiscalização e controle com caráter permanente. Talvez, pelas recentes crises, esse assunto tem ganhado importância. Lembrando somente que na última revisão já constava essa proposta que foi rejeitada por 61 empresas que faziam parte do Novo Mercado, 21 que estavam no Nível 1 e por 7 do Nível 2. Vale acompanhar como as empresas irão se posicionar sobre isso agora. Nos Estados Unidos, por exemplo, há a obrigatoriedade do comitê de auditoria. Precisamos nos alinhar nesse quesito e considero que não termos a obrigatoriedade de um órgão de fiscalização e controle representa um ponto negativo no mercado de capitais brasileiro. Não que eu acredite que somente a obrigatoriedade vá resolver, mas transmite uma mensagem importante. É claro que as empresas que passaram e estão passando por crises corporativas têm absolutamente tudo o que do ponto de vista de governança é considerado avançado, mas isso é uma outra discussão.

Nesta edição a BM&FBOVESPA recebeu 143 respostas ao questionário, sendo que apenas 21% vieram das empresas listadas. Metade desses 21% são de empresas do Novo Mercado. É uma participação bastante tímida, tendo em vista o caráter de melhoria do ambiente como um todo. Parece que as empresas estão de um lado e o restante dos agentes do mercado estão de outro. Vamos esperar o resultado para verificar o que será aprovado ou não. O resultado anterior nos dá uma sinalização sobre o que nos resta torcer.

As crises fazem com que mudanças profundas aconteçam. Vejamos o exemplo dos EUA com a SOX. É da natureza humana trocar a fechadura por uma melhor quando uma invasão acontece. Talvez a crise atual nos ajude a melhorar alguns aspectos.

 

Por Rafael S. Mingone
Professor da Trevisan Escola de Negócios e coordenador do curso de graduação em administração, do MBA em Mercado de Capitais e dos programas de capacitação para conselheiros de administração. Também é professor do Instituto Educacional BM&FBOVESPA. Possui MBA em Finanças, Comunicação e Relações com Investidores pela Fipecafi. Tem experiência na implantação e coordenação de políticas e projetos relacionados à governança corporativa e relações com investidores. É Sócio-Diretor da RMG Capital e autor do livro “Capitalização de pequenas e médias empresas: Como crescer com o mercado de capitais”.

Guia de Carreiras – Administração

adm-1

O curso e a carreira em Administração são um dos mais populares no Brasil, e isso não é mais novidade pra ninguém. No Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o curso se encontra com frequência no topo da lista dos mais concorridos. Existem algumas razões para tal, mas a que mais chama a atenção é, com certeza, a amplitude que o mercado de trabalho oferece aos formados administradores.

Além do enorme leque de opções para quem escolhe seguir a profissão, há também grande possibilidade e capacitação de se tornar um empreendedor e abrir seu próprio negócio, sonho de muita gente.

Mas afinal, o que é a Administração?

Bem, administração é o ramo das ciências sociais que agrupa diversos conhecimentos a respeito das organizações e o processo de administra-las, e o gerenciando dos recursos financeiros e humanos para atingir os objetivos da empresa.

O profissional desta área é responsável pela criação e execução de estratégias para melhorar o desempenho da organização, e se torna indispensável em qualquer setor, pois possui capacidade de gerenciar todos os processos, desde finanças, contabilidade, gestão de produtos e de pessoas. Um bom administrador conhece as relações de planejamento, organização, controle, operação, custos, lucros e resultados da empresa.

Como citado anteriormente, o principal atrativo dessa profissão é a possibilidade de atuação em diversas áreas, seja em empresas privadas, organizações públicas, bancos e instituições financeiras, mercado de capitais, organizações sem fins lucrativos ou autônomo.

O curso de Administração é uma ótima opção para quem possui interesse em conhecer o funcionamento de uma organização como um todo, saber como cada setor funciona e como interfere nos demais. O profissional formado pela Trevisan recebe os conhecimentos da área financeira, Contabilidade, Logística, Marketing, Legislação, Gestão de produtos e pessoas, e muito mais.

No início da carreira a personalidade, como o profissional age, o que já fez (um trabalho voluntário, por exemplo), o rendimento na universidade, ou se participa de algum clube são as principais características da vida pessoal que serão levadas para o mercado de trabalho. As empresas exigem dinâmica, e uma pessoa que se mantém parada não se adequa muito bem, por isso é importante estar sempre atualizado.

Se esses pontos o convenceram a escolher o curso, venha para a Trevisan e garanta seu futuro!

Como identificar líderes e inspirar colaboradores

Montar o “dream team” não é exclusividade de grandes corporações. É possível identificar os melhores líderes em qualquer empresa e, com isso, inspirar os colaboradores.

Saiba como:

A relação entre chefe e funcionários nem sempre é fácil. A gestão de pessoas é um processo que começa na busca pelo perfil ideal, que complemente os talentos já existentes e que vai ampliando, gradativamente, os desafios à medida que passa a fase de contratação e adaptação até chegar à retenção de pessoal. Por outro lado, ter uma liderança forte pode significar a sustentação e manutenção de uma equipe de sucesso, trazendo resultados positivos para a empresa.

A pergunta é: como identificar e treinar bons líderes em uma equipe, e como gerenciar e instaurar a admiração necessária a esse novo chefe?

É preciso ter em mente que a relação de admiração não pode ser uma exclusividade entre chefe e empregado. Os funcionários precisam, antes de qualquer coisa, admirar a empresa onde trabalham. Nesse sentido, os empresários à frente das corporações devem transmitir todo o DNA da companhia com clareza e intensidade para todos, do porteiro ao presidente.

Além disso, os processos internos devem ser simples e efetivos, de modo a contribuir para uma relação transparente, com gestão participativa, baseada em meritocracia com metas, controles e indicadores de desempenho claros, funções descritas de forma direta para que o funcionário saiba o que é esperado dele, feedbacks trimestrais, além de ciclos contínuos de capacitação e treinamento.

São essas ações que propiciam o surgimento do espírito de equipe, fazendo com que todos os colaboradores se sintam também donos do negócio e aflorando o sentimento de pertencimento, vindo a estabelecer o senso de responsabilidade em toda a cadeia. Uma vez que este ambiente surge, ele passa a ser o principal ativo de qualquer negócio, facilitando a identificação de novos líderes.

O segredo desta multiplicação está em saber que existem os líderes natos – aqueles que têm empatia natural com os demais e que se conectam facilmente com as pessoas, por serem mais comunicativos, flexíveis e ouvintes, como também existem aqueles que podem ser treinados para este fim, por meio de coaching ou mentoring.

Imaginação, coragem, curiosidade, compromisso com os demais e paixão pelo o que faz são as principais características de boas lideranças e, por mais que seja papel da gestão de RH identificar estes talentos, os funcionários também não podem ficar estáticos, esperando que alguém os descubram atrás de suas mesas.

Vale lembrar que a principal característica de um bom líder é justamente se lançar aos desafios e quando não há uma oportunidade, em geral, ele cria. Não se acomoda, apresenta boa capacidade analítica, não teme críticas e se mantém longe da zona de conforto e, mesmo que as empresas demorem um pouco para acontecer, ele se empenha para ser notado.

De toda forma, a empresa analisará sempre todo o histórico: o que é que o possível candidato à líder já fez para a empresa, com quais soluções contribuiu e de que forma poderá trilhar o novo desafio de mãos dadas com o futuro, ou seja, que é que ele ainda pode fazer por ela, vindo a se tornar um admirado multiplicador de sucesso.

Vale lembrar que um bom líder não teme novos líderes. Ele tem em mente que com um time coeso e motivado, vai poder extrair o melhor de cada talento, o que possibilita, por exemplo, que descentralize as decisões. Enquanto as pessoas certas estão nos lugares certos, resolvendo questões mais específicas, os líderes têm mais tempo para se concentrar no macro, ter visão de médio e longo prazos, levando o negócio pelo caminho desejado: é papel fundamental deles gerenciar o presente, esquecer seletivamente o passado e dar combustível para o futuro.

(Fonte: Administração: Gestão e Inovação)

7 dicas para melhorar a produtividade de sua empresa

Uma organização é constituíprodutividade_fbda por pessoas e processos, logo, quanto maior a produtividade das pessoas e dos processos, maior a rentabilidade e menor a ociosidade. As empresas necessitam aumentar e aperfeiçoar os métodos que elevam a produtividade da sua equipe e dos processos para obter maior desempenho.

Confira abaixo algumas dicas para melhorar o ambiente de trabalho e a produtividade da sua empresa:

1) Identifique as falhas

Verifique quais e onde ocorrem as falhas que impactam negativamente a produtividade da empresa. Avalie o processo de trabalho, entenda onde e como o capital está sendo gasto. Contendo de forma clara estas informações, será possível automatizar os processos e cortar gastos desnecessários. O mapeamento de processos em uma pequena empresa é de suma importância, uma vez que descreve toda lógica de funcionamento da organização, portanto, para identificar as falhas, observe atentamente seus processos.

2) Motive sua equipe

Sabe-se que a motivação é criada através da interação entre o colaborador e a situação em que ele está envolvido na empresa, sabe-se também que a motivação varia de pessoa para pessoa devido ao momento em que se está vivendo. Outro fator a ser observado, é que segundo o estudo de Edwin Locke a motivação é gerada no ponto de partida dos objetivos, quando o colaborador estabelece seus alvos e define a melhor forma de atingi-los, o mesmo permanece, independente das dificuldades que o trabalho apresente, motivado devido a satisfação que o resultado o proporcionará, e isso o conduz e motiva. Logo, a importância da empresa, que precisa manter e/ou elevar a produtividade, em se empenhar afim de proporcionar qualidade ambiente de trabalho, cuidar para que seja harmonioso através da organização, higiene, mobílias que dê conforto (Ex. uma boa cadeira), manutenção dos equipamentos de trabalho, prezar por um clima organizacional saudável, reconhecer o trabalho bem executado, ensinar a partir dos erros, entre outros.

3) Invista em treinamento

Para que empresa tenha alta produtividade é imprescindível que a mesma capacite sua equipe, atualize-os sempre, sobre as novas atividades, softwares, atendimento, ferramentas novas de trabalho, entre outros. O resultado será um trabalho melhor executado, excelentes resultados, diminuição de erros e conseguintemente de retrabalho. Muitos empreendedores acham que treinamento é oneroso e custa caro para a empresa, mas para esta afirmação devolvo outras perguntas, quanto custa um funcionário mal treinado? Quanto custa um funcionário que executa mal as suas funções e perde tempo na execução das suas rotinas? Esta é uma análise que se tem que fazer na hora de investir em treinamentos. Já dizia Derek Bok, ex-reitor da Universidade de Harvard, “se você acha que a educação é cara, experimente a ignorância”.

4) Faça planejamento

Um bom planejamento é primordial para os processos da empresa, quando não há planejamento as decisões a serem tomadas ficam incertos, e isso interfere diretamente na produtividade. E todo e qualquer planejamento que a empresa fizer, precisa e deve ser avaliado e moldado a realidade da empresa e do mercado no qual atua. A flexibilidade em um planejamento visa encontrar a melhor forma em fazer determinada ação, e não em abandonar o foco inicial. Atualmente existem ferramentas simples e gratuitas na web para fazer planejamento do seu negócio, além disso existem métodos simples e ágeis de planejamento que lhe ajudam a ganhar tempo na hora de planejar.

5) Crie estratégias

Importante que a empresa esteja preparada para variadas circunstancias, como crises, cortes no orçamento, entre outros, que necessitam de estratégias para suportar de forma saudável os altos e baixos que podem vir a ocorrer, do mesmo modo que o planejamento, as estratégias precisam ser realizadas e avaliadas e melhoradas.

Um bom exemplo de estratégia para melhorar a produtividade consiste em investir em tecnologias que permitam otimizar o tempo de operação, assim viabilizando que os colaboradores mantenha o foco no negócio. Softwares pagos ou gratuitos, por exemplo, com variadas plataformas que atendam ao empreendimento, podem favorecer a diminuição de tempo no atendimento assim aumentando a satisfação e melhorando o relacionamento com cliente.

6) Foco na produtividade das reuniões

As reuniões não podem ser improdutivas, e isso acontece muitas vezes quando: o foco, o assunto é esquecido ou modificado durante o curso da reunião, temas de menor relevância tomam maior tempo, discussões são criadas fora de um senso comum entre os que se reúnem, e assim reunião prevista para 20 minutos ultrapassa o horário, o questão que deveria ser resolvida, a meta a ser definida, a decisão a ser tomada entre outras coisas, não são resolvidas. Para reuniões eficientes e de alta produtividade, procure definir o delimitar o tema e se manter nele, faça uma pauta contendo os assuntos que deverão ser abordados, procure objetividade e clareza. Em algumas empresas existe o costume de fazer reuniões em pé, para que as pessoas mantenham-se focadas na pauta e não usem a reunião como um pretexto para procrastinação. Outras empresas penduram um cronômetro grande na sala de reunião para monitorar o tempo gasto com reuniões e mensurar este custo na operação. Ou pode-se eleger um colaborador para controlar o tempo pre-determinado para cada assunto e controlar a pauta. Portanto é essencial manter o foco, pois reunião é um investimento de tempo.

7) Comunicação interna

A produtividade da empresa está diretamente relacionada com uma comunicação interna clara e objetiva. A partir do momento em que os atores da organização, gestores e colaboradores, aprendem a se comunicar ou melhoram sua comunicação, os processos tornam-se mais ágeis e eficientes, e a produtividade cresce. A comunicação ineficaz é um ponto fraco nas empresas, e precisa ser melhorado para que não haja retrabalho, por exemplo, quando as pessoas não entendem exatamente o que deve ser feito.

(Fonte: Minha Ideia de Negócio)

6 dicas para atingir seus objetivos em 2014

Então, 2014 está aí e, uma das belezas de um ano novo é o planejamento e vontade de fazer coisas novas acontecerem. Enquanto esta é uma ótima época para buscar energias para realizar novos planos, muitas vezes pode ser difícil manter e seguir estes planos por muitos meses, por 12 meses…

Além de minhas metas profissionais, tenho uma meta pessoal este ano: correr a São Silvestre (o que não é uma tarefa fácil para uma pessoa pouco adepta a exercícios, como eu).  Comecei resolvendo caminhar por uma longa praia, que liga duas cidades do Rio de Janeiro, em um total de 12 km. Embora na São Silvestre sejam 15km, e em tese estarei correndo, confesso que caminhar 12km em areia fofa de praia já foi uma boa conquista para a 1a semana do ano! Reuni algumas dicas para que eu consiga realizar esta prova e acredito que cada um possa usá-las para suas prórprias metas.

Dica # 1: Criar rotina e automatizar

Mudar hábitos é uma das coisas mais difíceis de se fazer. É fácil adquirir um mau hábito, mas complicado se livrar dele depois de algum tempo.

Uma das coisas que você pode fazer para se livrar de tentações é criar rotinas e/ou automatizar atividades. Por exemplo, você está tentando economizar mais dinheiro? Se nos últimos meses você gastou seu salário todo, não confie tanto que irá se lembrar de depositar R$ 50,00 na poupança todo mês (ou talvez se lembre mas pode acabar se convencendo de que começar mês que vem está ok…!). Para evitar que isso aconteça, configure uma transferência automática de sua conta corrente para sua conta poupança para ocorrer no dia ou um dia depois do dia de pagamento . Se for uma quantidade pequena, você não vai nem dar falta, mas verá a diferença no fim do ano.

No  meu caso, relacionado a atividades físicas, terei uma rotina de exercícios 3 vezes por semana, que será levada a sério como meu trabalho.

Dica # 2 : Seja realista.

Sejamos realistas. A maioria das pessoas não consegue passar de sedentário a atleta do dia para a noite. Se você normalmente não treina, é melhor começar devagar e não desistir, do que ter uma meta muita audaciosa que você só vai conseguir  bater por 5 dias. Que tal começar com um plano para se exercitar de 1 a 3 dias por semana?

Se o seu objetivo é escrever ou ler mais, coloque um alerta de telefone ou de calendário todos os dias que diga ” hora de ler/escrever! ” Procure não ignorar o alerta. Pare e execute sua tarefa nem que seja por um período curto e, em breve, você criará o hábito de ler/escrever/ fazer o que quer.

Dica # 3: Aproveite suas tarefas diárias para criar novos hábitos.

 Você já tem uma tarefa que deve fazer todos os dias, como ir para a faculdade, ir para o trabalho,  ou levar as crianças para a escola? Pense no que você pode adicionar a essa tarefa diária.

Por exemplo, você pode ir a uma academia por 30min no caminho do trabalho para a faculdade, ou pode aproveitar o tempo de locomoção entre os lugares para ouvir aulas de inglês, outros idiomas, ler (ou ouvir) um livro, entre outras coisas.

Dica # 4 : Mude seu ambiente, sua rotina

 Seu desejo de agradar a si mesmo pode ser seu pior inimigo.  Quando você chega em casa do trabalho/ aula, tudo o que quer é assitir um pouco da sua série favorita, e ir dormir, certo? Lamentamos, mas como diz a velha frase, se você continuar fazendo o que sempre fez, vai continuar obtendo os mesmos resultados que sempre obteve.

Se você vai levar a sério seus objetivos , fique longe de suas fraquezas.

No caso do exercício, uma boa ideia pode ser colocar seu tênis, pesos, o que tiver que te lembre de se exercitar ao lado de sua maior tentação (talvez a TV!).

Dica # 5: Assuma uma nova identidade

 Mais uma vez, se você tem um objetivo, ele não vai exigir de você só uma mudança física, mas mental também.

Por exemplo, é comum alunos ficarem 2 meses nos EUA para aprender inglês e uns aprendem bastante outros nem tanto. Ambos fizeram a mudança física, mas só alguns fazem também a mudança mental. Se você está em um novo país com o objetivo de aprender o idioma local, não ajuda ir com os amigos e falar português o tempo todo, ou ir sozinho e encontrar brasileiros ou latinos por lá. Você precisa ir, se possível ficar em uma casa de família onde as pessoas falem inglês, fazer amigos que falem inglês, ou seja, precisa fazer a mudançxa mental para conseguir maximizar seus resultados.

Dica # 6: FAZER

 Como diz Nuno Cobra (treinador do Ayrton Senna), para realizar um objetivo você só precisa de 5 letrinhas:   F  A  Z  E  R

Escolha seu principal objetivo para este ano e comece a FAZER o que for necessário para atingí-lo. Quando este estiver conquistado ou bem encaminhado, comece a executar outro. Passo a passo você tem uma grande chance de onquistar todos eles. Basta FAZER.

 UM 2014 DE MUITO SUCESSO!

Fernanda

O Administrador e a Sabedoria Visando Excelência Empresarial

O Administrador e a Sabedoria Visando Excelência Empresarial

Adm.Prof.Walter Lerner

A profissão de administrador está cada vez mais importante mundialmente em todas as atividades humanas,seja sobre a gestão pública ou em organizações privadas,mas a sua prática competente ainda é o privilégio de gente muito preparada na teoria e na prática do mundo dos negócios,a começar por uma graduação em escolas de negócios de primeira linha.
Um administrador muito bom será visto por todos como um ser humano diferenciado,influente e com muito poder adquirido pelos ensinamentos que pode transmitir,fundamentados geralmente em princípios duradouros de absoluta validade para todos que buscam incessantemente o sucesso todo dia.Isto também proporcionará ao autor uma grande satisfação pessoal que será abrangente de sua influência inclusive entre os amigos e familiares.
Os melhores administradores sempre estão interessados por coisas que estão dentro mas também fora de nossas atribuições que deveríamos nos interessar e resolver mantendo as pessoas envolvidas no curso de suas responsabilidades com orientação segura para que erros não sejam cometidos.Cuidado porém com promessas pois nada gera mais confiança do que cumprí-las enquanto que em caso contrário o preço do descumprimento poderá ser muito alto.A causa de quase todas as dificuldades em relacionamentos na administração está enraizada nas expectativas conflitantes ou ambíguas sobre os papéis de cada um e as metas traçadas.
No mundo dos negócios muitas relações são rompidas e nestes casos os prejuízos costumam ser grandes.Para recuperarmos relações rompidas,temos de,em primeiro lugar,ouvir e compreender nossas responsabilidades e falhas.É muito fácil ficar de fora apontando os pontos fracos dos outros,o que servirá apenas para alimentar nosso próprio orgulho e para nos justificar.Não bastam apenas termos compromissos porque precisamos acima de tudo termos comprometimento e para tal é indispensável que o administrador tenha absoluto envolvimento.
A chave do sucesso para o administrador envolve muita sabedoria mas não será tão simples como priorizar sua agenda(um grande engano)mas agendar suas prioridades.Quantas pessoas estiveram ocupadas demais dirigindo seu veículo sem tempo para abastecê-los na hora certa.O melhor açougueiro sempre terá tempo para afiar as suas facas na hora certa.A verdadeira eficácia de um administrador exige equilíbrio em todas as coisas e isto podemos aprender e ensinar que são valores indispensáveis na profissão.
O administrador tem que estar preparado o tempo todo e priorizando os recursos que todo ser humano tem:o autoconhecimento,a consciência,a vontade independente e a imaginação criativa que são recursos bem além dos conhecimentos técnicos e específicos por atividade e ramo de negócio.Esses dons nos concedem a oportunidade maior de podermos exercer a liberdade humana de escolher,de responder e de mudar o que for necessário.
O administrador muito experiente já sabe que ele não é um produto das circunstancias mas um produto das suas decisões,que são as que proporcionarão efetivamente os resultados necessários.Sabe também que se quiser melhorar as situações precisará trabalhar com afinco sobre a única coisa que tem poder absoluto:ele mesmo.Entre o estímulo e a resposta sempre haverá um intervalo e será neste que encontraremos a liberdade do administrador e o poder de escolher as nossas respostas sobre tudo e todos.Nessas escolhas estão nosso crescimento e a nossa felicidade em resultados lucrativos.
O administrador precisa de muito equilíbrio para agir corretamente mas também de capacidade diferenciada o tempo todo se possível.Nisto influenciará substancialmente a nossa vontade independente que poderá nos ajudar a superar os obstáculos internos e externos das organizações,com muita liderança acoplada e democraticamente irradiada ao máximo de colaboradores em todos os níveis hierárquicos e parceiros de mercado.Isto contribuirá muito mais do que desculpas,do que o orgulho e a vaidade na tentativa de encobrir erros cometidos.Acenda um fósforo.Ele pode destruir um prédio ou iluminar um lugar escuro-a escolha é sua.
Os administradores bem sucedidos costumam obter os melhores resultados por um comportamento muito mais baseados em suas decisões acertadas do que por condições atmosféricas por exemplo.Se está chovendo ou fazendo sol isto não costuma ser a justificativa deste ou daquele resultado,positivo ou negativo.Os fracassados costumam fugir das responsabilidades por motivos pequenos:Eu sou assim,no meu caso nunca deu certo,para que mudar?São pessoas que vivem apenas acomodadas em velhos planos que lhes foram dados por outros em outras épocas e num mundo completamente diferente.
Os melhores administradores sabem e consideram que os contratempos são inevitáveis no dia a dia empresarial e isto justificará ou não a felicidade em resultados,dependendo de ter a capacidade de saber subordinar os impulsos a princípios,valores e crenças consistentes.O ambiente que o administrador molda a partir dos seus pensamentos,ideais e filosofias será o mesmo em que todos que o cercam viverão e terão muito maior probabilidade de reagir e agir diante de três constantes na vida de todos os seres humanos:mudança,escolha e princípios.
Apesar de tanta individualidade elogiável comentada e verdadeiramente contributiva para melhores resultados dos administradores,alertamos que no mundo profundamente competitivo e disputado em que vivemos e viveremos sempre,as nossas ações são amplamente influenciadas por fatores externos fortes,incessantes e contundentes tais como a concorrência,os governos,os fornecedores,os clientes…e nestes casos precisaremos de muita competência múltipla em somar contribuições,colaborações,compreensões…que envolvem muito mais gente diversificadamente,cobrando-nos o tempo todo muito mais sabedoria acumulada em conhecimento,experiências…cooperativamente.
O melhor começo,uma escola de negócios muito boa em administração!

Adm.Prof.Walter Lerner

Quatro pontos que a maioria dos empreendedores têm em comum.

Infográfico empreendedorismoEstá se aproximando a Semana do Empreendedorismo na Trevisan e este tema é simplesmente fascinante e tem sido cada vez mais explorado e pesquisado. Acredito que um dos motivos seja o grande número de jovens que têm se interessado por esta opção de carreira e seus desafios.

Uma recente pesquisa da Score (vejam infográfico ao lado e fontes) indicou quatro pontos que a maioria dos empreendedores têm em comum.

São eles:

Experiência Profissional

Experiência profissional dá aos empresários a vantagem que precisam para tomar decisões sábias. Empreendedores com um histórico de sucesso têm duas vezes e meia mais chances de levantar mais dinheiro, estão 3,6 vezes mais propensos a ter um aumento de usuários, e têm 52% menos chances de crescer prematuramente.

 

Um Plano de Negócios

Investir tempo para escrever um plano de negócios não só dá  sentido ao seu negócio, ele também melhora suas chances. As empresas que possuem um plano de negócios atingem quase o dobro do sucesso comparadas com aquelas que não o possuem.

 

Personalidade positiva

Você acha que pode ter sucesso como empreendedor apenas por ser charmoso? Se você é excessivamente agressivo e inacessível, pense melhor. Os empreendedores mais bem sucedidos possuem características positivas, como a acessibilidade e agradabilidade. As características menos desejadas ​​incluem narcisismo, não assumir a responsabilidade de seus atos (dar desculpas), e instabilidade emocional.

 

Um Mentor

Você não precisa descobrir tudo sozinho só porque vai começar um novo negócio. Os empreendedores mais bem sucedidos têm contado com algum tipo de apoio para receber orientação e mantê-los no caminho certo. Empreendedores que têm mentores estão três vezes mais propensos a iniciar um negócio, têm sete vezes mais chances de levantar o dinheiro do investimento, e têm três vezes e meia mais chances de aumentar a demanda por seus produtos.

 

Se você quer ser um empreendedor de sucesso, participle das iniciativas que a Trevisan oferece, entre elas as palestras de empreendedorismo (dias 23 e 24 de outubro), Orientação de Carreira, Coaching e Mentoring.

 

Boa sorte!

 

Administração de Vendas,Empreendedorismo e Construção de Relacionamentos é Essencial nos Negócios

Administração de Vendas,Empreendedorismo e Construção de Relacionamentos é Essencial nos Negócios
Adm.Prof.Walter Lerner

É indispensável que o interessado no marketing empreendedor interessado na excelência de resultados,que pratique nos negócios,vendas e construção de relacionamentos de ótima qualidade,vencendo obstáculos sem fracassos tradicionais e indesejáveis.Muita gente tem a miopia de que empreendedorismo é assunto de pequenos empresários e pequenos negócios mas não para nós e tudo que apresentarmos será recomendado para todos os tamanhos de empresas.
Para tal finalidade,o capital humano envolvido e responsável pelas iniciativas diretivas,assim como os funcionários contratados para a operacionalização do negócio,devem ser muito bem qualificados,competentes quanto a conhecimentos e experiências fundamentais.
Muitas empresas fracassam por desconhecimento,despreparo ou negligência sobre os princípios de administração de empresa mais elementares teoricamente tais como o planejamento,a organização,a liderança,a coordenação e o controle de atividades e pessoas nos negócios.
Consequentemente pouca inovação acontece e muitos erros são cometidos,cuja gravidade pode ser muito alta e perigosa,inviabilizando o alcance de lucratividades e competitividade indispensáveis.
Incompetências também são caracterizadas por negligência em conhecimentos e experiências consagradas em vendas e construção de relacionamentos,com incidência de muita improvisação,empirismo e amadorismos em conduzir comercialização nas empresas,num mundo de muita concorrência e disputa de clientes o tempo todo.
O segredo do sucesso está muitas vezes em acertar na escolha das pessoas inclusive de sócios que farão parte do empreendimento,incluindo familiares no caso de empresas de família e os papéis ou cargos/funções que deverão desempenhar.Evitar conflitos antes,durante e depois dos empreendimentos serem instalados será indispensável para a continuidade ser bem sucedida permanentemente.O sucesso em administração depende do que fizermos para merecê-lo,respeitando princípios e com liberdade de escolha sem traumas.
Conceitos de vendas e relacionamentos com inovação
1.1 Definição e ferramentas fundamentais
Iniciaremos pela atividade de venda pessoal que é muito comum historicamente e pode ser definida como um processo de comunicação em que um profissional identifica e satisfaz as necessidades de um comprador para o benefício de ambas as partes interessadas.
Também pode ser entendida como a comunicação verbal direta,desenvolvida para explicar como bens,serviços ou ideias de uma pessoa ou empresa servem às necessidades de um ou mais clientes potenciais.neste caso o processo de comunicação está na essência de uma venda.
Uma força de vendas já funciona como um elo entre o vendedor,uma empresa e seus clientes,sendo verdadeiramente um canal de comunicação para que ocorra o resultado desejado.
É lógico que na prática variarão muito os tipos e estilos de venda e vendedores,assim como os métodos e processos,gerando caso a caso diferentes costumes e atitudes,hábitos,culturas e especialidades.A variedade de possibilidades de ações requererá de vendas expertises adaptativas ao comportamento e interesse de cada grupo de consumidores.
1.2 Variáveis a considerar
Evidentemente são inúmeras as variáveis a serem consideradas na organização de vendas mas com certeza esta atividade precisará ter um alinhamento com o planejamento estratégico da empresa e com o específico de marketing sincronizadamente.
Por tal motivo,no caso específico por exemplo de marketing industrial(empresas que vendem a outras empresas)atividades de vendas pessoais recebem uma importância muito grande e será importante ferramenta de comunicação,assim como também um canal de apoio a distribuição ligado ao composto tradicional de marketing.
Pesquisas informam que 75% das pessoas no mundo estão envolvidas com vendas e administração de vendas e o nosso interesse maior está no alto desempenho ao lado do marketing mix(produto,preço,comunicação e distribuição)visando o maior impacto positivo possível.
1.3 Relacionamento com o marketing
A gestão de comunicações que engloba marketing é certamente a de maior potencial de ações possíveis com integração em vendas,pois uma precisa ser tão coerente e sincronizada quanto a outra e para facilitar a compreensão citaremos algumas ferramentas de comunicação muito conhecidas e importantes para a potencialização de vendas:
a-Propaganda(TV,rádio,revistas,jornais,…)
b-Marketing Direto(telemarketing,mala direta,e-mail,entre outros)
c-Relações públicas/publicidade(feiras,congressos,assessoria de imprensa…)
d-Promoção de vendas(brindes,descontos,amostras grátis,concursos…)
Em cada empresa competirá o planejamento e organização das ações a serem implementadas.
1.3 Tipos,papéis de vendedores e técnicas de vendas
Muitas vezes as pessoas criticam e minimizam a importância de um vendedor estruturalmente e como profissão.Entendemos também que ninguém gosta de ser incomodado e sofrer pressões para adquirir alguma coisa e principalmente quando não tem interesse mesmo.Reconhecemos que existem vendedores desrespeitosos e os chatos mas não devemos generalizar PIS gostamos de muitos que se caracterizam como efetivos empreendedores bem sucedidos..
É lógico que os clientes gostam muito mais de ter a liberdade de escolher e decidir sobre o que precisam e podem pedir ajuda nos casos necessários a vendedores que lhes parecem mais simpáticos.Nos casos de vendas mais técnicas,mais complexas a recorrência ao auxílio já é mais comum e natural.
Na verdade encontramos nas empresas,no mercado todos os tipos de vendedores e nem todos agem corretamente,com objetividade e conhecimento,mas uma coisa é certa:todos querem e precisam vender.Muitos têm seus papéis,suas tarefas,responsabilidades e autoridade bem definidas mas não é o caso da maioria,que falha muito em procedimentos e resultados.
Por exemplo,pensando-se em prospecção de novos clientes,que é atualmente uma verdadeira questão de sobrevivência,o vendedor deve ficar muito atento,informado.Esta busca será sempre um desafio e à seguir seguem algumas dicas:
1.Consiga indicação de seus próprios clientes.
2.Explore o relacionamento com outros vendedores.
3.Saia do seu caminho de todo dia.
4.Consiga listagem de possíveis clientes.
5.Pratique a espionagem comercial.
6.Seja sociável.
7.Esteja sempre atento aos meios de comunicação.
8.Procure as pessoas com informação privilegiada.
9.Transforme seus amigos e parentes em informantes.
10.Cuidado,não se esqueça de seus clientes atuais.
O vendedor tem que falar de benefícios do que vende para sensibilizar interessados em comprar e para tal finalidade:conheça o que você vende.Esta é a receita para obter o sucesso na profissão de vendas.As pessoas compram o que o produto ou serviço faz(benefícios)e não o que o produto .e(características).para toda característica existe um ou mais benefícios.descubra-os e sucesso em vendas.
Os vendedores devem ter sempre em mente as perguntas que devem fazer aos clientes,mas evitar palavras negativas ou cujas respostas só levam a um sim ou não.Faça perguntas abertas que explorem os desejos e necessidades dos clientes,do tipo:;qual,como,onde,quanto,porque,quem,quando.alertamos que os melhores vendedores tem sempre respostas para as seguintes perguntas:por que o cliente deve me escutar?O que o cliente ganha comprando de mim?Por que ele deve comprar agora?
Vendedores devem ser especialistas em contornar objeções por ser uma das mais importantes habilidades do profissional de vendas.considere sempre uma objeção como uma oportunidade para fornecer informações sobre produtos ou serviços.
Nunca ignore uma objeção nem discuta com o cliente;concorde,e aproveite para enfatizar os benefícios dos produtos e serviços.Mantenha sempre uma atitude positiva quanto a objeções.
Sobre fechamento de vendas por exemplo,solicite o pedido,este é o segredo para se vender mais.Nào basta atender bem,ser simpático,sorrir,apresentar os benefícios e despertar no cliente o desejo de possuir o seu produto ou serviço,você deve ser um fechador de vendas.É seu dever ajudar o cliente a tomar a decisão de compra,não espere,achando que o mesmo o fará.solicite o pedido e venda mais.
Na verdade o sucesso em vendas depende do que você faz para merecê-lo.Uma vez um grande vendedor disse-me:
1.de manhã me levanto para vencer
2.sou movido a metas e objetivos
3.não desperdiço meu tempo
4.penso,logo vendo
5.o medo não me domina
6.nunca desisto
7.acredito na força do entusiasmo
8.aprendo alguma coisa todo dia.
Se você estiver envolvido com televendas pense no seguinte:
1.planeje a ligação
2.crie uma imagem mental positiva
3.demonstre interesse
4.desperte atenção
5.faça perguntas
6.fale sempre em benefícios
7.prepare-se sempre para objeções
8.seja um fechador
9.continue tentando
10.faça acompanhamento.
Recomendações sobre administração do tempo em vendas
O sucesso em vendas depende muito do nível de aplicação do tempo do vendedor e sua disciplina intrapreneur e entrepreneur.Segundo pesquisas 40% dos motivos das falhas de um profissional de vendas é creditado a sua deficiente administração do tempo e território.
Quem trabalhar mais arduamente,terá seus esforços mais recompensados.O vendedor positivo nunca limita seu trabalho a um horário rígido,tipo funcionário público.
Acreditam os especialistas que a administração do tempo eficaz,passa necessariamente pelos seguintes fatores:
-eliminar ou reduzir os desperdiçadores do tempo do vendedor.
-manter vivos seus objetivos pessoais.
-fazer um planejamento de visitas bem elaborado.
-ter um alto grau de disciplina pessoal para mudar hábitos e aceitando uma nova forma de gerenciamento do seu tempo.
-trabalhar com o apoio de modernos recursos de tecnologia da comunicação virtual.
Desperdiçadores tradicionais do tempo de vendedores que contrariam princípios de empreendedorismo sadio:
Leia e reflita sobre eles,você pode estar desperdiçando seu precioso tempo;
1.falta de planejamento diário e semanal,saindo de casa sem ideia clara de onde ir e o que fazer.
2.roteiros mal estudados proporcionando longos trajetos improdutivos,sem qualquer racionalidade.
3.sair tarde de casa para iniciar seu trabalho.
4.encerrar cedo seu trabalho.vendas.
5.perder tempo com clientes sem capacidade ou nível para entender a proposta e os benefícios.
6.conversa desnecessária com o cliente desviando o objetivo da visita.
7.apresentação não planejada,segundo um método de vendas.
8.falta ou esquecimento de material de trabalho.
9.Atividades de lazer durante seu horário nobre,desviando sua atenção para outras coisas.
10.falta de cuidados e manutenção preventiva do veículo.
11.horário de almoço prolongado.
12.nào utilização de telefone para marcar ou confirmar visitas.
13.medo de fechar a venda deixando a decisão do cliente para depois.
14.Espera demasiada em sala de espera sem produtividade.
15.abandonar o cliente diante das primeiras dificuldade.
16.falar com pessoas que não decidem e não influenciam a compra.
Seguem resumidamente fatores de trabalho pesquisados e atividades associadas a funções de venda:
-planejar atividades de venda.
-procurar indicações.
-visitar potenciais clientes.
-identificar tomadores de decisões.
-prepara apresentações de venda.
-fazer apresentações de venda.
-introduzir novos produtos.
-visitar novas contas.
-realizar pós-vendas.
-fazer pedidos.
-expedir pedidos.
-lidar com devoluções.
-achar pedidos perdidos.
-aprender sobre produtos e serviços.
-participar de testes.
-treinar consumidores.
-consultoria técnica
-realizar pesquisas.
-estocar prateleiras.
-montar displays.
-pegar estoque para clientes.
-embrulhar mercadoria.
-fazer propaganda local.
-ir em eventos.
-trabalhar em convenções de clientes.
-recrutar e selecionar novos vendedores.
-viajar.
-levar clientes para refeições.
-fazer cobranças.
-distribuir brindes.

Excelência de Administração e a Meta Permanente do Lucro

Excelência de Administração e a Meta Permanente do Lucro
Adm.Prof.Walter Lerner,Dr

Partindo da premissa de que em nenhuma empresa do mundo o objetivo maior seria perder dinheiro,não restam dúvidas de que o que interessa mesmo na prática,em qualquer lugar é ganhar dinheiro,ter segurança e muito prestígio.Mesmo que sejam diferentes os níveis sociais e hierárquicos do pessoal analisado,a maioria pensará certamente dessa maneira.Isso pode parecer até espantoso a muitas pessoas,mas é a realidade,embora também conflite com o perfil pessoal e profissional de cada colaborador nas empresas.
Muitos empresários,executivos e profissionais administradores em geral não possuirão necessariamente as mesmas competências e visão comercial comparativamente aos experts em ganhar muito dinheiro,mas a quantidade destes tem aumentado substancialmente e surpreendentemente.Porém é verdade que existem outros profissionais que são apenas especialistas em fazer os trabalhos rotineiros,muitas vezes despreocupados consigo mesmos e côa a empresa,quanto a ganhos monetários.Isto não é bom.
Como então conciliar estas e tantas outras culturas predominantes?Preocupa-nos muito quando os envolvidos ocupam cargos relevantes nas estruturas organizacionais,tais como:diretores,gerentes,chefes,supervisores,encarregads,coordenadores nos quais as empresas confiam e depositam imensa esperança em elevados desempenhos,geradores de muita lucratividade.Mas,isto não ocorrerá nem pela sorte ou apenas por acaso.
Diagnósticos organizacionais adequadamente conduzidos por especialistas consagrados apuraram que muitas culturas antigas deixaram de ser inovadas,assim como funcionam ainda sistemas e processos de trabalho já superados pelo tempo decorrido,anos e anos.O mundo essencialmente competitivo age com muita rapidez na direção de conquistar novos clientes,bem melhor preparados estrategicamente desde o pensamento e até efetivas atitudes diferenciadas no atendimento de ótimo nível.
Noutra direção,e colhendo o insucesso,estão as empresas que burocraticamente dirigem inconvenientemente os seus negócios e pouco investem no aprimoramento organizacional e humano para melhoria do desempenho individual e global.São casos de muita improvisação em decisões e ações que gerarão muito mais perdas do que ganhos de produtividade do capital investido.
Os resultados negativos serão repetitivos provavelmente e dramáticos em cenários de incerteza,em clima de crises econômicas efetivas e de acentuada competitividade arriscando patrimônios empresariais.A quem poderia interessar este modelo de gestão inconsequente?
Pensando na excelência de administração e resultados tem que haver muito mais cuidado e melhores procedimentos sempre,com muito cuidado,determinação,habilidade e motivação para buscar colher os resultados que realmente interessam,as prioridades em primeiro lugar com acentuado benefício aos que se dedicam competentemente a tudo o que fazem,em todas as áreas e que assim podem influenciar com melhores ideias e exemplos práticos convincentes.
O melhor exemplo pode vir de qualquer direção,mas sem dúvida seria melhor que viesse em primeiro lugar dos próprios administradores,dos verdadeiros líderes mostrando e aceitando sugestões sobre as melhores maneiras de proceder no trabalho.
Isto significa que é preciso rever,refletir e realinhar nosso pensamento doravante.Mas,muitos nos perguntam indecisos:devemos rever o que?sincronizar o que?As respostas deverão ser as melhores possíveis para gerarem confiabilidade para os melhores procedimentos ocorrerem,a partir de reflexões salutares orientadas para o repensar imediato sobre melhores práticas de administrar com visão de médio e longo prazos,considerando muito maior e melhor preparo comercial,financeiro,industrial,em serviços,logística,gestão de pessoas…e tudo o mais compatível com as atividades centrais e específicas de cada negócio em questão.
Recomendamos que em todas as ocasiões possíveis os administradores líderes comentem e orientem proativamente a performance da população de colaboradores de todos os níveis hierárquicos,criticando mas também elogiando nos casos compatíveis e reconhecendo nos casos necessários e com justiça indiscutível perante todos,pois dificilmente esta cultura deixará de ser a melhor.Tem que ser a responsabilidade de todos e é preciso levar bem mais a sério o mais rapidamente possível,sempre fundamentado cada passo em estratégia e planejamento Premium ou com padrões de excelência.

Adm.Prof.Walter Lerner,Dr

Administração Globalizada e Inteligente do Capital Humano é Estratégico nos Negócios

Administração Globalizada e Inteligente do Capital Humano É Estratégico Nos Negócios

Antigamente o maior desafio sobre capital humano era especificamente do Gestor de Pessoas atuando como departamento especializado nas empresas,e muito preocupado em ter os profissionais certos para cada atividade da organização,mas atualmente e para o futuro isto não é mais suficiente para o preenchimento da importante posição que tem que desempenhar como Administrador de Pessoas em qualquer diretoria ou gerencia diversificada globalmente perante a irreversível e feroz competitividade nos negócios.

Superar obstáculos humanísticos e sistêmicos também muito mais amplos no cenário nacional e internacional exige de cada presidente e demais executivos muito maior competência em tudo,devendo atuar como excelentes líderes em si próprios e para a coletividade de sua responsabilidade estrutural direta e indiretamente,com visão e missão holística e diferenciada, com foco nos negócios de interesse específico e global.

Neste objetivo,o alinhamento entre o principal executivo e o de RH será,assim como com os demais administradores, um dos principais fatores determinantes de uma administração de pessoas com sucesso em resultados neste poderoso jogo de interesses onde todos indistintamente desejam ganhar e para tal finalidade disputam a preferência dos clientes acirradamente e nem sempre com a ética e a lisura desejável num universo de disputas almejando maiores lucros.

Segundo pesquisas da revista VOCÊ S/A-EXAME(As melhores empresas para você trabalhar),nada de gurus ou teorias de gestão complexas serão soluções.As empresas que conseguem manter o alto nível de satisfação de seus funcionários durante anos seguidos,como uma 3M(em momentos de crise inclusive)creditam essa consistência principalmente à proximidade dos líderes com o RH e os demais colaboradores em geral.

Dirigindo muito bem estas empresas encontraremos presidentes acompanhando de perto a gestão de RH e investindo com muita confiança na educação do pessoal(treinamento e desenvolvimento globalizado)como fator prioritário e decisivo para a capacitação das organizações incluindo os desafios da tecnologia com igualdade de importância,sem o temor característico das piores empresas,a maioria sem recursos para investimento com capital de giro próprios e portanto enfrentando altíssimo risco de insucesso contínuo.

Ressaltamos que as melhores empresas simplificam muito a sua administração,cujos custos operacionais são muito enxutos e de forma a favorecer quadros financeiros privilegiados para a realização equilibrada dos investimentos em inovação e produtividade criativa,fatores essenciais para margens de lucros robustas e motivadoras com incentivos contínuos e calculados em função de padrões de conduta muito bem dimensionados para ambientes de incerteza.

Nestes cenários,enquanto muitos lamentam-se e apresentam desculpas pouco convincentes ao mercado e a si próprios,os vencedores convencem clientes internos e externos de sua grandeza e conveniência de aproximação com segurança e integridade diferenciadas.Ótimos administradores estão no comando nestes casos assim como o trabalho é participativo e o compartilhamento de conhecimentos e experiências é muito comum e progressivo como cultura e procedimento regular.

A filosofia predominante nas melhores organizações inclui muito alinhamento e sincronia de interesses,muita coerência de propósitos com predomínio de todos desejarem fazer acontecer da melhor forma possível a execução de princípios, da visão,da missão, dos objetivos e metas,estratégias e táticas e de forma indiscutível transformando o impossível dos outros em improvável preliminarmente e posteriormente em algo viável,possível,realizável com a alegria de atingir índices invejáveis de qualidade sem que isto possa ser rotulado de magia em administração.

Ressaltando o tema sobre a importância da liderança nisto tudo,não temos dúvida de que o papel de cada um é o de não apenas ser essencial na individualidade pessoal mas também como abrangente para a formação  de muito mais líderes em todos os setores da organização trabalhando aspectos emocionais,comportamentais,ensinando como vencer paradigmas indesejáveis,orientando,mentalizando,assessorando indivíduos que serão muito melhor preparados para executarem corretamente as suas funções e oferecendo contribuições adicionais exemplares.

É lógico que nas melhores empresas haverá sempre uma realidade com padrões de excelência predominando,um clima que favorecerá em muito o atrair talentos assim como desenvolver e retê-los a benefício de todos os interessados.Isto evidentemente contribuirá para a valorização global da companhia;das pessoas,dos produtos e serviços,da marca e atrairá muito mais clientes e fornecedores diferenciados que é na verdade o que todas as empresas mais precisam fazer acontecer.

Concluímos então que as empresas rotuladas como modelo em desenvolvimento humano investiram muito e primeiramente em administradores altamente qualificados,preparadíssimos em estratégia e pessoas,comandando no dia a dia mudanças em táticas e procedimentos sistêmicos para o alcance de metas desafiadoras,difíceis para a maioria,mas viabilizando resultados de alta relevância,alcançando liderança de mercado,credibilidade por parte dos stakeholders e o público em geral,de forma inédita e marcante significativamente.

Adm.Prof.Walter Lerner