Arquivo da tag: empreendedorismo

Como reconhecer e se tornar um colaborador “Unicórnio”

O texto do autor Ryan Holmes o CEO da Hootsuite, mostra por meio de exemplos, sua própria vivência como empreendedor e como reconhecer as características de um colaborador “unicórnio”.

O “apelido” a princípio causa estranheza por lembrar histórias de fantasia e mitos, isto é, não acostumamos relacionar o termo ao mundo corporativo, que de fato, trata de um assunto relativamente novo onde devemos associar a denominação a raridade e dificuldade de achar essas criaturas, além dos questionamentos se realmente elas existem.

Para o autor, colaboradores “unicórnios” correspondem a uma equipe que possui uma qualidade única que faz deles extremamente raros e valiosos, algo totalmente diferente de “empresas unicórnio”, as famosas startups equivalentes a 1 bilhão ou mais, que além de estabelecerem o seu valor mesmo com pouco tempo de existência, estão em um nível elevado de maturidade.

Podemos identificar que esses colaboradores mesmo com certa dificuldade de encontrar, uma vez contratados, oferecem grandes qualidades e benefícios a organização. Algumas características são percebidas neste perfil: compartilha expectativas, adequa perfeitamente a cultura organizacional, é o pivô motivacional para as equipes sendo extremamente agradável, proporcionando literalmente a majoração da empresa para uma próxima fase em seu negócio.

Para compreender melhor esse perfil, veja 5 qualidades essenciais para tornar-se um funcionário excepcional e ser desejado pelas empresas :

Sem limites no seu cargo

No processo de crescimento de uma organização, é extremamente importante que os colaboradores sejam flexíveis e intelectualmente curiosos. Não limitar as atividades do cargo corresponde à habilidade de executar várias tarefas, ação básica de qualquer startup em crescimento. Por exemplo, um profissional do setor administrativo, pode participar com suas sugestões colaborando com a equipe da área de comunicação em um momento de brainstorm.

Pensamento GRANDE e pequeno

Colaboradores excepcionais são capazes de pensar estrategicamente, isso significa ter a habilidade de dar um passo à frente e ter uma visão completa dos objetivos da organização como um todo, e por fim, aplicar em seu ambiente de trabalho, isto é ser dinâmico e enxergar além.

Ver a situação geral de uma empresa pode ser difícil, mas isso contribui para a qualificação profissional se conseguir enxergar mais do que mínimos detalhes. Administrar uma empresa requer atenção meticulosa, ou seja, um problema de copyright, um pequeno erro técnico ou uma mensagem errada, pode ter uma dimensão desastrosa afetando inúmeros clientes e o mercado.

Perseverança e paixão por metas a longo prazo

O mundo corporativo é um barco em mar aberto, comparar sua posição com a de um empreendedor é como seguir numa navegação onde o clima pode ser de ondas difíceis e até mesmo de tempestades inesperadas, isso quer dizer que passar por obstáculos é inevitável. Durante essas horas árduas, ter perseverança pode ajudar a manter o foco onde deseja chegar.

O colaborador unicórnio tem uma perseverança incrível, e são capazes de manter a calma e se empenhar nas suas tarefas, mesmo em águas agitadas.

Respeitar as pessoas

A habilidade de trabalhar bem em equipe é uma qualidade bem vista em qualquer ambiente de trabalho, e de fato, uma ação muito simples. Ryan cita um exemplo de quando anunciou uma vaga de emprego com um alto salário para sua empresa, após as entrevistas, o empreendedor ficou chocado ao descobrir que alguns de seus candidatos favoritos, as mesmas pessoas que haviam sido cordiais com ele, foram rudes com sua assistente na época.

Colaboradores diferenciados são educados por natureza, não tratam ninguém (independente do cargo) de forma rude, é um diferencial entre um profissional excelente a um mediano.

Isso é muito importante para a cultura da Hootsuite, que faz parte dos valores da empresa, onde destacam “respeite a individualidade de cada um” e “lidere com humildade”.

Você faz o seu serviço

“Fazer o seu serviço” pode ser traduzido pela frase do CEO da Linkedin, Jeff Weiner: “Nós precisamos ser o mais simples possível, as pessoas com as quais eu mais aprecio trabalhar são aquelas que sonham grande, fazem seu trabalho e sabem como se divertir”.

O CEO da Hootsuite também acredita na proposta de se divertir enquanto trabalha, e apreciar o tempo no trabalho porém, ele também deixa claro a importância de finalizar as tarefas que lhe foram dadas. Grandes equipes podem ser divididas por conta de um membro que não consegue terminar seu trabalho. Afinal, não importa o quão ótimo um colega de trabalho possa ser, se ele não produz resultados tangíveis, sua presença não é considerada tão útil e pode acabar contagiando outros funcionários. No fim das contas, ser gentil, multitalentoso, decidido, perfeccionista e pensar grande, se não produz resultados reais e corre atrás dos seus objetivos, todas essas habilidades serão desperdiçadas.

Acreditar de ser capaz em executar seus planos, é uma qualidade essencial a um unicórnio.

Para as empresas, provavelmente vale a pena reservar tempo e esforço ao encontrar unicórnios, pois diferente das lendas e mitos, eles são reais e podem mudar a organização e também, os colaboradores devem lembrar que nunca é tarde para adquirir essas habilidades que farão de você um funcionário raro e valioso.

E você? O que pensa sobre colaboradores unicórnios? Eles realmente existem?

Quanto eles podem mudar a cultura organizacional da empresa?

Deixe sua opinião nos comentários.

Autor:

Texto traduzido e adaptado para o português por Mariana Serra, colaboradora da área de Comunicação e Marketing da Trevisan, estudante do curso de Graduação em Marketing pela FAM e formada em fotografia pela Anhembi Morumbi.

Autor Ryan Holmes, CEO da Hootsuite – 5 signs you’re a “unicorn” emplo
yee:
https://goo.gl/jNhkV0

Quatro pontos que a maioria dos empreendedores têm em comum.

Infográfico empreendedorismoEstá se aproximando a Semana do Empreendedorismo na Trevisan e este tema é simplesmente fascinante e tem sido cada vez mais explorado e pesquisado. Acredito que um dos motivos seja o grande número de jovens que têm se interessado por esta opção de carreira e seus desafios.

Uma recente pesquisa da Score (vejam infográfico ao lado e fontes) indicou quatro pontos que a maioria dos empreendedores têm em comum.

São eles:

Experiência Profissional

Experiência profissional dá aos empresários a vantagem que precisam para tomar decisões sábias. Empreendedores com um histórico de sucesso têm duas vezes e meia mais chances de levantar mais dinheiro, estão 3,6 vezes mais propensos a ter um aumento de usuários, e têm 52% menos chances de crescer prematuramente.

 

Um Plano de Negócios

Investir tempo para escrever um plano de negócios não só dá  sentido ao seu negócio, ele também melhora suas chances. As empresas que possuem um plano de negócios atingem quase o dobro do sucesso comparadas com aquelas que não o possuem.

 

Personalidade positiva

Você acha que pode ter sucesso como empreendedor apenas por ser charmoso? Se você é excessivamente agressivo e inacessível, pense melhor. Os empreendedores mais bem sucedidos possuem características positivas, como a acessibilidade e agradabilidade. As características menos desejadas ​​incluem narcisismo, não assumir a responsabilidade de seus atos (dar desculpas), e instabilidade emocional.

 

Um Mentor

Você não precisa descobrir tudo sozinho só porque vai começar um novo negócio. Os empreendedores mais bem sucedidos têm contado com algum tipo de apoio para receber orientação e mantê-los no caminho certo. Empreendedores que têm mentores estão três vezes mais propensos a iniciar um negócio, têm sete vezes mais chances de levantar o dinheiro do investimento, e têm três vezes e meia mais chances de aumentar a demanda por seus produtos.

 

Se você quer ser um empreendedor de sucesso, participle das iniciativas que a Trevisan oferece, entre elas as palestras de empreendedorismo (dias 23 e 24 de outubro), Orientação de Carreira, Coaching e Mentoring.

 

Boa sorte!

 

Lições de grandes líderes – CEO Summit 2012.

 Aconteceu em São Paulo esta semana um evento muito interessante, onde um dos organizadores é uma instituição que admiro muito: Endeavor.

Começando pela Endeavor, sugiro que todos  a conheçam melhor (http://www.endeavor.org.br/). O foco deles é em   empreendedores, mas queira você começar seu próprio negócio, conhecer melhores ferramentas para se desenvolver, ou ser um executive de sucesso, essa turma tem muita informação relevante para dividir! Isso foi bem visto durante o evento, onde várias pessoas davam dicas para quem quer ser empreendedor/ criar um negócio, mas quase todas são válidas também para quem busca reconhecimento professional de uma forma ou de outra.

Vamos agora ao evento.

É muito interessante se ver entre executivos gigantes das empresas brasileiras, ou entre algumas pessoas ainda meio desconhecidas, de empresas que serão as próximas gigantes! Eu certamente tinha muito o que aprender, mas fiquei surpresa inicialmente em ver tantas pessoas já de muito sucesso e com tanta experiência reservarem seu dia todo para estarem ali e ouvir as histórias dos colegas. Ao fim do dia, entendi porque estavam todos lá!

Seria difícil dividir tudo com vocês, diferentes personalidades subiram no palco, cada um do seu jeito e todos com muito para contar. Seguem algumas histórias e pessoas que me chamaram atenção:

Raphael Klein, que aos 33 anos, assumiu a presidência da Via Varejo, resultante da fusão das Casas Bahia e Ponto Frio. A mensagem para quem deseja mergulhar no empreendedorismo é focar no que realmente gosta de fazer: “seja o motorista da sua vida e faça o que você realmente acredita”.

Paulo Kakinoff, ex presidente da Audi no Brasil, assume a presidência da Gol em junho 2012. O que mais me impressionou na trajetória dele foi a determinação, desde estagiário. Ele contou que veio de uma família muito simples, do Grande ABC, que cresceu respirando automóveis e era apaixonado por eles. Conseguiu seu primeiro estágio na Volkswagen e dormia na empresa vários dias para conseguir impressionar com seu trabalho e aumentar as chances de ser efetivado. Pergunte o que aconteceu? Frase dele: “Estudar pra caramba, ralar pra caramba, abrir mão de algumas coisas. Não tem fórmula, não tem mágica (para o sucesso)”.

 Rodrigo Teles, director geral da Endeavor Brasil: “Seja sempre você mesmo, mas não seja sempre o mesmo”.

Dra. Janete Vaz, co-fundadora do Laboratório Sabin. Muito sábia, muita experiência, contou que viveu até os 16 anos em fazenda, onde aprendia a negociar vendo o pai e era muito bem educada pela mãe. Rompeu barreiras quando resolveu não ser dona de casa e iniciar um negócio com a irmã. “Lembre-se que sua palavra vale muito mais que sua assinatura” dizia o pai.

Nelson Sirotsky, presidente do conselho de administração do Grupo RBS conta que passou 5 anos trabalhando diretamente com o pai – “era uma sombra dele”. Gostei de ver a postura humilde, ele talvez não tenha pensado que este é o nome, mas o pai estava sendo seu mentor. Em maior ou menor grau, ter um mentor na carreira pode fazer toda a diferença!

Rosângela Lyra, presidente da Dior Brasil, conta sobre os desafios de conciliar o papel de empresária e mãe e acredita ser importante que a mãe se dedique a filhos bem pequenos integralmente (apesar de não ter feito isso). Eu tenho minhas dúvidas… Além disso, será que toda mãe pode se dar a este luxo?

Sergio Habib comanda uma rede de concessionárias de marcas consagradas como Aston Martin, Jaguar, Ford, Volkswagen e a própria Citroën e agora é presidente da JAC Motors Brasil. Conta que sempre foi um apaixonado por carros e revela a dificuldade de vender e ter alta lucratividade em artigos de luxo. Principal mensagem dele: “NÃO TENHA MEDO DE ERRAR”.

Muitas outras grandes pessoas contaram suas histórias, mas quero encerrar com um tema que pareceu ser bem frequente entre eles:

Siga seu sonho, faça o que gosta, seja apaixonado pelo que faz!

Fernanda Thees – Conexão Mercado

Empreendedorismo: O que significa isso na minha vida pessoal?

Empreendedorismo. Dono do próprio negócio, essa ideia vem à mente muitas vezes. Ser dono de sua vida profissional. Não deixa de ser verdade, já que esse conceito Empreender significa: “dedicar-se a praticar, pôr em execução, tentar, delinear.” Dicionário Soares Amora- Ed. Saraiva – 2009. Mas não só isso. O que tem a ver com a vida pessoal? Ser empreendedor significa proatividade, ir além, em busca de resultados.
Como as escolas tem incentivado essa prática? Em alguns cursos de graduação e até algumas escolas de Ensino Médio, existe a disciplina chamada “empreendedorismo”, que foca na gestão do próprio negócio, uma alternativa para a saturação do mercado de trabalho e como opção de independência profissional e pessoal. Nesse sentido, existem pelo menos duas organizações que investem nessa área: Endeavor e SEBRAE, com programas e cursos de capacitação para gestores.
A ideia desse artigo é revelar características de um empreendedor, que podem ser encontrados no perfil de pessoas que atuam, inclusive, nas grandes organizações.
Estas são algumas das principais características necessárias para se tornar um empreendedor. Veja quais delas você pode identificar e aprimorar: iniciativa, autonomia, autoconfiança, otimismo, necessidade de realização, perseverança e alto comprometimento. Traduzir pensamentos em palavras e ações.
Para mim, o que mais chama a atenção é quando se fala em “traduzir pensamentos em palavras e ações”. Considero-me uma pessoa independente e muitas de minhas ideias, só acontecem na minha cabeça e tenho dificuldade de traduzir isso em palavras e ações, que acaba por gerar algumas frustrações. Mas, quando observo as outras características, percebo que mais do que aprender na escola essa habilidades, todo o processo de desenvolvimento da minha personalidade contou com o incentivo da família e de certa forma, contribuíram de forma significativa para que eu me tornasse o que sou hoje.
Acredito que as organizações podem e devem fortalecer essas características através de palestras, campanhas, programas e avaliações. Contribuir para a melhoria do ambiente de trabalho deve ser um objetivo de todos.
Minha contribuição hoje: organize suas ideias e estabeleça suas próprias metas. Defina o que realmente é importante na sua relação pessoal e profissional. Trabalhe nisso, avalie e esteja pronto para as surpresas na trajetória.