Lições de grandes líderes – CEO Summit 2012.

 Aconteceu em São Paulo esta semana um evento muito interessante, onde um dos organizadores é uma instituição que admiro muito: Endeavor.

Começando pela Endeavor, sugiro que todos  a conheçam melhor (http://www.endeavor.org.br/). O foco deles é em   empreendedores, mas queira você começar seu próprio negócio, conhecer melhores ferramentas para se desenvolver, ou ser um executive de sucesso, essa turma tem muita informação relevante para dividir! Isso foi bem visto durante o evento, onde várias pessoas davam dicas para quem quer ser empreendedor/ criar um negócio, mas quase todas são válidas também para quem busca reconhecimento professional de uma forma ou de outra.

Vamos agora ao evento.

É muito interessante se ver entre executivos gigantes das empresas brasileiras, ou entre algumas pessoas ainda meio desconhecidas, de empresas que serão as próximas gigantes! Eu certamente tinha muito o que aprender, mas fiquei surpresa inicialmente em ver tantas pessoas já de muito sucesso e com tanta experiência reservarem seu dia todo para estarem ali e ouvir as histórias dos colegas. Ao fim do dia, entendi porque estavam todos lá!

Seria difícil dividir tudo com vocês, diferentes personalidades subiram no palco, cada um do seu jeito e todos com muito para contar. Seguem algumas histórias e pessoas que me chamaram atenção:

Raphael Klein, que aos 33 anos, assumiu a presidência da Via Varejo, resultante da fusão das Casas Bahia e Ponto Frio. A mensagem para quem deseja mergulhar no empreendedorismo é focar no que realmente gosta de fazer: “seja o motorista da sua vida e faça o que você realmente acredita”.

Paulo Kakinoff, ex presidente da Audi no Brasil, assume a presidência da Gol em junho 2012. O que mais me impressionou na trajetória dele foi a determinação, desde estagiário. Ele contou que veio de uma família muito simples, do Grande ABC, que cresceu respirando automóveis e era apaixonado por eles. Conseguiu seu primeiro estágio na Volkswagen e dormia na empresa vários dias para conseguir impressionar com seu trabalho e aumentar as chances de ser efetivado. Pergunte o que aconteceu? Frase dele: “Estudar pra caramba, ralar pra caramba, abrir mão de algumas coisas. Não tem fórmula, não tem mágica (para o sucesso)”.

 Rodrigo Teles, director geral da Endeavor Brasil: “Seja sempre você mesmo, mas não seja sempre o mesmo”.

Dra. Janete Vaz, co-fundadora do Laboratório Sabin. Muito sábia, muita experiência, contou que viveu até os 16 anos em fazenda, onde aprendia a negociar vendo o pai e era muito bem educada pela mãe. Rompeu barreiras quando resolveu não ser dona de casa e iniciar um negócio com a irmã. “Lembre-se que sua palavra vale muito mais que sua assinatura” dizia o pai.

Nelson Sirotsky, presidente do conselho de administração do Grupo RBS conta que passou 5 anos trabalhando diretamente com o pai – “era uma sombra dele”. Gostei de ver a postura humilde, ele talvez não tenha pensado que este é o nome, mas o pai estava sendo seu mentor. Em maior ou menor grau, ter um mentor na carreira pode fazer toda a diferença!

Rosângela Lyra, presidente da Dior Brasil, conta sobre os desafios de conciliar o papel de empresária e mãe e acredita ser importante que a mãe se dedique a filhos bem pequenos integralmente (apesar de não ter feito isso). Eu tenho minhas dúvidas… Além disso, será que toda mãe pode se dar a este luxo?

Sergio Habib comanda uma rede de concessionárias de marcas consagradas como Aston Martin, Jaguar, Ford, Volkswagen e a própria Citroën e agora é presidente da JAC Motors Brasil. Conta que sempre foi um apaixonado por carros e revela a dificuldade de vender e ter alta lucratividade em artigos de luxo. Principal mensagem dele: “NÃO TENHA MEDO DE ERRAR”.

Muitas outras grandes pessoas contaram suas histórias, mas quero encerrar com um tema que pareceu ser bem frequente entre eles:

Siga seu sonho, faça o que gosta, seja apaixonado pelo que faz!

Fernanda Thees – Conexão Mercado

Deixe uma resposta