Redes Sociais e Gerenciamento de Carreira

Com a criação das redes sociais eletrônicas, gerenciar os relacionamentos de forma virtual se tornou um hábito para a maioria das pessoas, no entanto, é preciso tomar alguns cuidados para que isso não se torne um problema.

O foco deste artigo é a forma como sua imagem será vista e como ela poderá refletir em sua carreira, porém ainda é válido lembrar que nada substitui a relevância de manter os relacionamentos ativos presencialmente – pois isso também pode fazer a diferença para sua carreira.

Ao se pensar em fazer parte de uma Rede Social é fundamental estar ciente que você estará de certa forma exposto. Por isso, cabe a você refletir sobre o que você está buscando em uma rede social; se estará disposto a compartilhar suas informações, e se você quer/precisa separar sua vida pessoal da sua profissional.  De acordo com o que você decidir, identifique uma rede social que faça sentido para você.

De forma simples, podemos agrupar as redes sociais em dois tipos objetivos:

– Relacionamentos Profissionais, como o Linkedin, onde é permitido inserir dados profissionais e alguns dados pessoais de contato, sem espaço para entretimento e com enfoque corporativo. A Trevisan tem três grupos no LinkedIn: Trevisan Escola de Negócios, Trevisan Conexão Mercado e Trevisan Corpo Docente. Verifique se você pode fazer parte de um deles, ou de todos eles.

– Relacionamentos Pessoais/Profissionais, como Facebook, Orkut e etc. Isto porque é permitida a inclusão de dados pessoais, mas também de dados profissionais. Existe espaço para entretenimento como os jogos online, criação de álbuns de fotos e etc; como também existe espaço para relacionamento com empresas e grupos.

Por exemplo, se você refletiu que faz sentido para você apenas manter os contatos profissionais, o Linkedin seria a rede mais indicada.
Atualmente muitas empresas e consultorias utilizam o Linkedin para buscar profissionais ou até suas referências. É comum ouvir falar de profissionais que conseguiram uma oportunidade profissional com a ferramenta. Outra atividade importante no LinkedIn é o gerenciamento dos contatos, ou seja, seu networking!
É interessante que conecte-se com profissionais da sua área ou que possam agregar algo para sua carreira, assim como trocar informações e experiências e futuramente até gerar negócios e oportunidades. O Linkedin também permite que você participe de grupos de discussões ou fontes de informações. Esses grupos são uma boa forma de fazer networking, pois você tem a chance de conversar de verdade com outros profissionais.

Algumas dicas para o uso desta ferramenta:
– Deixe seu perfil o mais completo possível . É importante atualizar o perfil com frequência, ainda que a pessoa não esteja procurando oportunidades ou não tenha mudado de cargo. Você pode incluir atividades recentes ou artigos interessantes.

– Não minta, uma hora vão descobrir.

– Construa uma imagem de experiência, em suas atividades não deixe de falar sobre projetos realizados e resultados alcançados.

Também há momentos que a vida pessoal e a vida profissional poderão se cruzar e você precisa estar preparado para isso. No Facebook como no Orkut, por exemplo, você poderá incluir seus dados profissionais e assim estará automaticamente atrelando sua vida pessoal e profissional. Mas, mesmo que você não coloque o nome de sua empresa, alguém poderá lhe achar e ver como você se mostra na rede.

Algumas redes sociais, como o Facebook, permitem que você compartilhe diferentes tipos de informações com diferentes grupos, conseguindo fazer um recorte de o que você quer mostrar e para quem quer mostrar – isso se chama “Configurações de Privacidade”. Esta é uma “facilidade” um pouco complexa que permite que você disfrute mais tranquilamente. Se você quiser ficar brincando de jogos eletrônicos e não quiser expor isso aos seus contatos profissionais, mas quiser anunciar um torneio entre os amigos, isso é possível – basta dedicar um tempinho lendo o manual de ajuda da rede.

Em linhas gerais, o melhor conselho é bom senso – como você se comporta geralmente em sua rede social presencial é como você precisa se comportar na rede social eletrônica. Os vexames podem ser os mesmos ou mais graves, pois como tudo fica registrado seja como foto ou como comentários postados, como diria o pessoal de Direito: “contra provas não há argumentos”…

Também podemos pensar da ótica do Marketing, com os conceitos de Marketing Pessoal e fazer uma analogia com Marca. Você leva anos para construir uma boa imagem, que em minutos pode vir abaixo por conta de um escândalo e recuperá-la pode ser muito difícil.

Resumidamente:

1- Pense bem antes de entrar em uma rede social, reflita sobre seus objetivos, analise os prós e contras de cada rede de acordo com o que você procura.

2- Tente selecionar o que faz sentido expor e para quem expor aproveitando as facilidades das configurações de privacidade das redes.

3- Também reflita sobre o seu comportamento social no dia-a-dia, se ele estiver alinhado aos bons hábitos e costumes, não há o que temer!

Por Debora Miceli e Pâmela Campos, consultoras da Loite

Deixe uma resposta